Estudos arqueológicos em Boa Vista

[ATIVIDADE DE ESCLARECIMENTO]*

Arqueólogos da A Lasca estarão em Boa Vista (RR) para realizar estudos de campo. Nesse período, serão entregues folhetos explicativos na Escola Municipal Raio de Sol para distribuição à comunidade escolar e aos funcionários do Aterro Sanitário, objetivando informar a população local sobre a necessidade de estudos arqueológicos para o licenciamento ambiental de empreendimentos modificadores do meio ambiente.

Essas ações de esclarecimento integram o projeto de Avaliação de impacto ao patrimônio arqueológico na área de Expansão do Aterro Sanitário para Resíduos Sólidos Urbanos (Classe II). Esse estudo foi autorizado pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan, órgão do Governo Federal responsável pela gestão do patrimônio arqueológico, por meio da Portaria n.º 76 de 02/12/2019.

Por que são necessários esses estudos?

Sítios arqueológicos são bens da União e são protegidos por legislação federal, Lei n. 3.924/61, sendo o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan o órgão responsável pela proteção desses sítios. A legislação objetiva a proteção desses bens e exige estudos prévios como forma de garantir a redução dos impactos ao patrimônio arqueológico durante a implantação de atividades e empreendimento potencialmente modificadoras do meio ambiente.

Para que se possa ter sucesso na proteção dos bens culturais, sejam os arqueológicos ou quaisquer outros, é importante o entendimento de que todos nós somos responsáveis por cuidar desses bens para que as gerações futuras possam conhecê-los.

Esta ação busca estimular as percepções e envolver os moradores com seu patrimônio, desenvolvendo, ou ainda, exercitando noções de pertencimento, de identidade e alteridade. Estas atividades são forma de diálogo entre os pesquisadores e a comunidade, visando à valorização, ressignificação e proteção do patrimônio arqueológico e cultural da cidade.

Bens culturais

Bens culturais são elementos representativos da história e da cultura de um lugar e que são importantes para o grupo de pessoas que ali vivem. O município de Boa Vista possui 7 bens tombados a nível estadual, isto é, protegidos por lei. Entre os quais:

  • Fazenda São Marcos

 

1176745282_fazenda_sao_marcos

Fonte: Overmundo

Há ainda, demais referências culturais que são representativas para a população local:

  •  Igreja Matriz Nossa Senhora do Carmo

A Matriz Nossa Senhora do Carmo foi a primeira igreja construída na Bacia do Rio Branco e é reconhecida como patrimônio histórico de Boa Vista. De 2005 a 2007, foi totalmente restaurada, preservando as características germânicas originais da década de 1920, quando foi reconstituída pelos padres Beneditinos, que a tornaram única em toda a região amazônica. Durante a restauração da arquitetura, foram descobertas as pinturas originais das paredes.

rr41708

Igreja Matriz Nossa Senhora do Carmo, Fonte: IBGE

dsc_0007

Fonte: Educação Patrimonial em Boa Vista. Crédito da imagem: Renata Sarmento, 2011.

Sítios arqueológicos

No Cadastro Nacional de Sítios Arqueológicos – CNSA, banco de dados mantido e atualizado pelo Iphan, há 82 sítios arqueológicos registrados no município de Boa Vista.
Um dos sítios arqueológicos mais conhecidos e estudados do estado de Roraima é o sítio arqueológico da Pedra Pintada. O sítio está localizado a esquerda do rio Parimé, cerca de 130 km ao norte de Boa Vista.
Este sítio está localizado na terra indígena São Marcos (na fronteira com outra área indígena, a Raposa Serra do Sol). A região está inserida numa área de savana, com extensos lajeiros, recobertas por camadas de solo pouco espessas. Na área do médio e baixo curso do rio Parimé há inúmeros lagos e na região também se concentram áreas propensas a inundação (REIS; SHOBBENHAUS; COSTA, 2009).

A quem comunicar caso encontre vestígios arqueológicos na cidade:

Superintendência do Iphan no Estado de Roraima
Telefones: (95) 3623-2104
Para saber mais:
Centro Nacional de Arqueologia – Licenciamento Ambiental – Educação Patrimonial

* ESTE TEXTO FAZ PARTE DO CONJUNTO DE PRODUTOS DESENVOLVIDOS PELA A LASCA ARQUEOLOGIA PARA ESCLARECIMENTO À COMUNIDADE LOCAL, EM ATENDIMENTO À INSTRUÇÃO NORMATIVA N. 1/2015 E PORTARIA N. 137/2016 DO IPHAN.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s