Estudos arqueológicos em Lajes e Caiçara do Rio do Vento

[ATIVIDADE DE ESCLARECIMENTO]*

Arqueólogos da A Lasca estarão em Lajes e Caiçara do Rio do Vento (RN) para realizar estudos de campo. Nesse período, serão distribuídos folhetos explicativos nas sedes das prefeituras de ambos municípios, para informar à população local sobre a necessidade de estudos arqueológicos para o licenciamento ambiental de empreendimentos.

Essas ações de esclarecimento integram o projeto de Avaliação de impacto ao patrimônio arqueológico na área de implantação do Complexo Eólico Boqueirão. Esse estudo foi autorizado pelo Iphan, órgão do Governo Federal responsável pela gestão do patrimônio arqueológico, por meio da Portaria n.º 03 de 10/01/2020.

Por que são necessários esses estudos?

Sítios arqueológicos são bens da União e são protegidos por legislação federal, Lei n. 3.924/61, sendo o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan o órgão responsável pela proteção desses sítios. A legislação objetiva a proteção desses bens e exige estudos prévios como forma de garantir a redução dos impactos ao patrimônio arqueológico durante a implantação de atividades e empreendimento potencialmente modificadoras do meio ambiente.

Para que se possa ter sucesso na proteção dos bens culturais, sejam os arqueológicos ou quaisquer outros, é importante o entendimento de que todos nós somos responsáveis por cuidar desses bens para que as gerações futuras possam conhecê-los.

Esta ação busca estimular as percepções e envolver os moradores com seu patrimônio, desenvolvendo, ou ainda, exercitando noções de pertencimento, de identidade e alteridade. Estas atividades são forma de diálogo entre os pesquisadores e a comunidade, visando à valorização, ressignificação e proteção do patrimônio arqueológico e cultural da cidade.

Bens culturais

Bens culturais são elementos representativos da história e da cultura de um lugar e que são importantes para o grupo de pessoas que ali vivem.

Caiçara do Rio do Vento

  • Igreja Matriz de São Sebastião

matriz

Fonte: Portal da Arquidiocese de Natal

Lajes antiga

Em 1929, Luísa Alzira Teixeira Soriano foi eleita prefeita do município de Lajes, tendo sido a primeira mulher a assumir um cargo executivo no Brasil.

1024px-alzira_soriano_1929

Posse de Alzira Soriano, em 1929. Foto: Arquivo Nacional.

Fonte: Portal G1 Política

Sítios arqueológicos nos municípios de Lajes e Caiçara do Rio do Vento

Os estudos sobre a ocupação humana do passado no estado do Rio Grande do Norte indicam que grupos de caçadores-coletores já ocupavam o território há 9.400 anos AP (Antes do Presente), na região do vale do rio Seridó e seus afluentes e também na região centro-sul do estado.

A respeito dos municípios em questão, foram identificados 21 sítios e 28 ocorrências no município de Lajes (consulta ao Sistema Eletrônico de Informações – SEI! do Iphan).

Para Caiçara do Rio do Vento / RN, em consulta ao Cadastro Nacional de Sítios Arqueológicos (CNSA), há o registro de apenas um sítio: Pedra do Letreiro – Abrigo sob rocha com pinturas rupestres em vermelho, associados à Tradição Geométrica, e vestígios líticos atribuídos à Tradição Potiguar.

Com relação à arte rupestre, existem vários abrigos e paredões no interior do estado, como a região da Chapada do Apodi e o Sertão de Seridó. Os grafismos presentes fazem parte da Tradição Agreste, sendo datados em diversos sítios e variam entre 2.080 e 1.980 anos AP. Essa tradição tem seus grafismos caracterizados por figuras grandes, geométricas ou biomorfas, geralmente isoladas, sem formar cenas e, quando existentes, compostas por poucos indivíduos.

 

A quem comunicar caso encontre vestígios arqueológicos na cidade:

Superintendência do Iphan no Estado do Rio Grande do Norte
Telefone: (84) 3211-3820
Para saber mais:
Centro Nacional de Arqueologia – Licenciamento Ambiental – Educação Patrimonial

* ESTE TEXTO FAZ PARTE DO CONJUNTO DE PRODUTOS DESENVOLVIDOS PELA A LASCA ARQUEOLOGIA PARA ESCLARECIMENTO À COMUNIDADE LOCAL, EM ATENDIMENTO À INSTRUÇÃO NORMATIVA N. 1/2015 E PORTARIA N. 137/2016 DO IPHAN.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s